Técnicas de Lupulagem para Homebrewing

Por Bil Bil Beer Bil Bil Beer em Dicas e Truques

 Tecnicas-de-Lupulagem-para-Homebrewing

 

Técnicas de Lupulagem para Homebrewing

 

Esta semana vamos dar uma olhada nas melhores técnicas de lupulagem para cerveja artesanal caseira. Uma boa compreensão de várias técnicas de lupulagem é fundamental para a fabricação de uma cerveja bem sucedida. No entanto, a vasta gama de técnicas de lupulagem com termos tais como mash hopping, first wort hops, dry hops, boil hops e adições tardia de lúpulo pode ser confuso para cervejeiros iniciantes.

 

Iniciantes e cervejeiros intermediários muitas vezes aplicam a técnica errada para um determinado estilo de cerveja. Saber qual técnica usar para um determinado estilo ou perfil de sabor desejado é parte da arte, mas tudo começa com uma firme compreensão das próprias técnicas.

 

Vamos apresentar os métodos de lupulagem mais comuns em ordem cronológica, começando com o mash e terminando com cerveja acabada:

 

Mash Hopping

 

Mash hopping é simplesmente a adição de lúpulo diretamente na brassagem. O lúpulo é muitas vezes colocado no topo da cama de grãos e se assenta no decorrer da brassgem. Mash hopping fornece um melhor equilíbrio geral e caráter para a cerveja, embora não acrescente quase nenhum amargor.

 

Mash hopping raramente é usado hoje porque requer uma quantidade bastante grande de lúpulo e adiciona muito pouco em sabor direto. Como o lúpulo não é fervido, nenhum amargor é liberado e a maioria dos óleos que dão sabor, são perdidos na fervura que segue.

 

Os fabricantes de cerveja hoje teorizam que a maioria dos benefícios relatados do mash hopping são um subproduto do pH mais baixo do mash hopping e não do próprio lúpulo. Dado o custo relativamente alto do lúpulo, bem como muitos métodos mais baratos existentes para controlar o pH do seu mosto, não tenho certeza por que um homebrewer iria escolher mash hop.

 

First Wort Hops

 

Lupulagem de Priemiro Mosto, são os lúpulos adicionados à panela da fervura no começo do processo de transferência do mosto da panela de brassagem para a de fervura. Ao contrário do mashing hop, o primeiro lúpulo permanece na caldeira durante a ebulição e, portanto, contribuem com amargor para o mosto.

 

First hopping wort é um método alemão antigo que tem desfrutado de um ressurgimento nos cervejeiros caseiros. Em testes de sabor “às cegas”, as cervejas fabricadas com este método são percebidas como mais suave, melhor misturadas e menos retrogosto. Este método vem sendo usado com grande sucesso em uma variedade de cervejas onde o amargor suave e equilibrado é desejável. Este método é indicado em estilos levemente lupulados porque ajuda a reduzir o amargo percebido sem perturbar o equilíbrio malte-amargor da cerveja.

 

Bittering Hop

 

Bittering Hop ou ferver o lúpulo.  É apenas isso - lúpulo adicionado na maior parte da fervura para adicionar amargor para a cerveja. O lúpulo fervido libera os ácidos-alfa que fornecem amargor à sua cerveja. Quanto mais você ferver seu lúpulo, mais amargor você vai adicionar.

 

Os softwares de cerveja, como BeerSmith pode ajudá-lo a estimar o amargor de uma determinada adição de lúpulo. Em geral, as adições amargas devem ser fervidas durante todo o comprimento de sua fervura (normalmente 60-90 minutos) para extrair tanto amargor por gramas de lúpulo quanto possível.

 

Adições de lúpulo tardias

 

Lúpulo adicionado nos últimos 5 a 15 minutos da ebulição são chamados de adições de lúpulo tardias. Estes lúpulos geralmente não são adicionados para amargor, embora eles contribuam com uma pequena quantidade de amargor para a cerveja. O objetivo principal para as adições tardias do lúpulo é adicionar aroma e óleos de lúpulo aromáticos para a sua cerveja.

 

Além de compostos amargos, cones de lúpulo de variedades de lúpulo "aromáticas" contêm óleos voláteis que fornecem o forte sabor aromático florido e aroma desejável em muitos estilos de cerveja lupuladas. Infelizmente, a maioria destes compostos desaparecem após fervidos de 10-20 minutos.

 

As adições tardias do lúpulo devem sempre usar variedades de lúpulo "aromáticas", e devem ser feitas dentro dos últimos 10 minutos da ebulição para preservar o máximo possível de óleos aromáticos. Além disso, as adições de lúpulo tardias são mais apropriadas para estilos de cerveja onde um sabor e aroma de lúpulo são necessários. Você não adicionaria adições tardias do lúpulo a um estilo de cerveja maltada ou pouco lupulada.

 

The Hop Back

 

Hop Back é um método usado entre a fervura e o resfriador para infundir óleos de lúpulo e aroma frágil diretamente no mosto quente antes de ser resfriado e transferido para o fermentador. Enquanto um Hop Back não adiciona qualquer amargor significativo para a cerveja, ele pode adicionar grande aroma a sua cerveja acabada.

 

Dry Hop

 

Dry Hop é a adição de lúpulo após a fermentação da cerveja. O lúpulo é tipicamente adicionado no fermentador secundário ou barril e deixado por um período de vários dias a várias semanas. Dry hopping é usado para adicionar um aroma de lúpulo para a cerveja. O amargor não é adicionado com este método. Dry hopping também é usado em muitas cervejas comerciais para uma explosão de aroma de lúpulo.

 

Basicamente, este método básico consiste em adicionar algumas gramas de lúpulo à maturação antes do engarrafamento. Se for colocar no barril, use cerca de metade do lúpulo. Novamente você deve usar apenas variedades de lúpulo aromático, e você só deve usar este método com estilos de cerveja lupulada onde um aroma de lúpulo forte é desejado.

 

Combinando Métodos

 

Os fabricantes de cerveja avançados usam frequentemente uma combinação de adições de lúpulo para conseguir uma explosão do aroma e de sabor, particularmente para estilos de cervejas lupuladas como India Pale Ale. De fato, muitos verdadeiros “hopheads” adicionarão uma quantidade substancial de lúpulo no first wort e boil hops, seguido de múltiplas adições lúpulo e uma dose final de dry hop.

 

Outros cervejeiros tentam manter as coisas simples, por isso fazem uma única adição de lúpulo na fervura ou no first wort, seguido por uma única adição tardia de lúpulo nos últimos 5-10 minutos de fervura para preservar aromas. Para economizar dinheiro, deve-se usar um lúpulo com alfa ácido maior na fervura e guardar os lúpulos aromáticos para a adição tardia e para o dry hopping.

 

Em estilos não-lupulados, pode optar por uma adição única de amargor, muitas vezes como lúpulo no first wort desde que você goste da percepção suave que este método produz.

 

Fonte: BeerSmith


Tags:

please wait...